Seja Bem Vindo!

Este site é exclusivamente direcionado ao estudo da língua hebraica e de textos originais do Tanak. Os vídeos e imagens publicados são escolhidos para complementação didática e cultural e não expressam opinião religiosa dos editores. Todos podem participar, desde que com comentários não ofensivos.

Agora estamos com a versão Ler e Ouvir de Salmos em Hebraico no celular. Boa leitura!

Postagem em Destaque

Por que os judeus não comem carne de porco? Uma reflexão espiritual.

Alguns sábios judeus tinham a habilidade de responder uma pergunta com outra pergunta para induzir à reflexão. Assim antes de responder à pe...

quarta-feira, 6 de janeiro de 2010

O Segredo da Felicidade está em Salmos 1

(Felicidades) אַשְׁרֵי
הָאִישׁ  (do homem)
 אֲשֶׁר לֹא הָלַךְ בַּעֲצַת רְשָׁעִים וּבְדֶרֶךְ חַטָּאִים, לֹא עָמָד וּבְמוֹשַׁב לֵצִים לֹא יָשָׁב. 2 כִּי אִם בְּתוֹרַת יְהוָה חֶפְצוֹ; וּבְתוֹרָתוֹ יֶהְגֶּה יוֹמָם וָלָיְלָה
Educadores recomendam que a melhor forma de livrar os jovens e adolescentes da rebeldia é zelar por suas companhias. A imaturidade os inclina a selecionar, admirar e seguir os conselhos de amigos de influência engraçada e forte que trazem os enganosos encantos do mundo.

A introdução de Tehilim completa que o homem é educado pelas suas companhias e pela leitura da Torá. Se a fórmula da felicidade e da prosperidade está em seguir esses dois passos, por que tem muito gente insatisfeita com a vida?

A resposta está no texto: a recompensa vem em tempo próprio.

Os resultados não são instantâneos, e muitas vezes parecem que não serão colhidos quando vemos a rapidez com que os ímpios prosperam. A comparação com a árvore implantada próxima a correntes de águas lembra daquelas que demoram mais de dez anos para frutificarem, mas suas folhas são vistosas mesmo assim.

Todos os Salmos, menos trinta e quatro deles, são antecedidos por um título, por exemplo:

1. "Um Salmo de David...." em tal situação (ocorre em 73 Salmos) ou "Uma prece de David." (Salmos 17);

2." Uma prece do homem aflito quando desfalece e emana sua súplica diante do Senhor" (Salmos 102);

3. Indicando um direcionamento do texto, "Para o condutor..."; " Um maskil para Eitan.." (Salmos 89)

4. Citando a autoria: "Um Cântico de Assaf" (introduz doze Salmos), "Uma prece de Moisés..." (Salmos 90); dos "filhos de Coré" ( introduz doze Salmos); de "Salomão" (introduz dois) ;

5. Informando o objetivo do texto: "Um cântico com acompanhamento musical para o dia de Shabat" (92).


Salmos 1 não tem frase introdutória, porque ele é a introdução dos 150 Salmos.
Salmos 2 não tem frase introdutória porque pode ser continuação de Salmos 1 ou porque é a introdução da primeira das cinco divisões do Livro de Salmos, isto é, ele pode ser a introdução dos Salmos 3 a 41.

Essas introduções são antigüíssimas, antecedem à Septuaginta, mas não pertencem ao texto original. Elas são dignas de consideração porque fazem parte de antiga tradição judaica que estudou e dividiu Tehilim em cinco partes, cada uma correspondendo a cada livro do Pentateuco.

A tradução para Salmos 1.1-2:

"Felicidades,

v.1 O homem feliz não andou em reunião de malvados, (ou "as Felicidades do homem")

(e) no caminho de pecadores (fracassados) não parou,

e na *morada de **maldosos não habitou (sentou).


v.2 Já que na Lei (Torá) do Senhor está seu desejo (querer) e na Sua Lei
medita (corrige erros) dia e noite."


*morada - a palavra hebraica "moshav" descreve também uma sede, assento ou um tipo de colônia agrícola cooperativa".

**maldosos - a palavra hebraica "letzim" é também traduzida para "palhaços".

Observe os verbos no tempo completo (pret. perf.) no v.1 e incompleto no v.2.


Prof.ª Gláucia Vilela


Bibliografia

Tehilim - Salmos Tradutores: Adolph Wasserman & Chaim Szwertszarf; McKlausen Editora; RJ.

Dicionário Hebraico- Português, Português- Hebraico; Abraham Hatzamri & Shoshana More-Hatzamri; 2ª ed.Sefer;SP.

Comentário Bíblico Moody, Volume 5; Charles F. Pfeiffer e Everett F. Harrison; IBR; SP.

sexta-feira, 1 de janeiro de 2010

Esaú e Jacó - Como se vende uma Primogenitura?

(Imagem: Faboarts)
Segundo as leis que dominavam o mundo antigo, Esaú teria o direito de dominar sobre os bens de Isaac, segundo a Sucessão Hereditária, pois era o primogênito:

"Art.522. Mas , o mais velho, quando ele é eminentemente virtuoso, pode tomar posse do patrimônio em sua totalidade; e os outros irmãos devem viver sob sua tutela, como viviam sob a do pai." (Código de Manu, Nono Livro, XX).

Cabe aqui ressaltar novamente, que a Lei de Moisés ainda não havia sido organizada, e que os povos do mundo antigo tinham que ter códigos de comportamento para se organizarem como sociedade, com direito a tribunais e juízes para fazê-los cumprir.

A Lei da Primogenitura, muito bem exemplificada no episódio da "venda" entre Esaú e Jacó em Gênesis 25. 24-34, reflete a influência forte de antigos códigos orientais sobre as leis da boa convivência entre os patriarcas de Israel.

" Então disse Jacó: Vende-me hoje a tua primogenitura." v.31

A primogenitura significava o direito de posse, domínio e decisão sobre o futuro das propriedades da família para o filho mais velho.

Esaú agiu de forma incoerente desprezando esse direito, mas bem sabia que para que o "negócio" fosse realmente fechado, teria que ter a aprovação e benção do pai.

Se Esaú recebesse a benção de primogênito, o negócio com Jacó seria claramente desfeito.
O que ele não contava era com o plano arquitetado de sua mãe para desviá-la para o seu irmão mais novo.

Muitos criticam a atitude de Rebeca, mas Esaú havia se casado com mulheres estrangeiras,
pondo em risco os bens da família, podendo fortalecer as propriedades de nações pagãs, ao invés de expandir as heranças dos israelitas. As mulheres que eram "amargura de espírito" (Gênesis 26.35) para Isaac e sua esposa tinham grande influência sobre Esaú a tal ponto de prejudicar até a herança de Jacó.

Portanto, Rebeca agiu em defesa das propriedades da família.

O que constitui a benção de Primogênito?

Está bem claro nas palavras de Isaac para Jacó em Gênesis 27.29
"... sê senhor de seus irmãos, e os filhos da tua mãe se encurvem a ti."

Com ela o filho mais velho manda e desmanda em tudo, e comanda a divisão dos bens após a morte do patriarca, podendo deixar os irmãos sem nada.

Um final intrigante e lindo:

Depois de muita confusão e tempo, ninguém mais precisava do dinheiro do pai.

Quando Isaac morreu, Jacó não precisava mais das riquezas que o seu direito à Primogenitura lhe concedia, apenas impediu que Esaú dominasse sobre tudo com a influência de suas esposas.

Quando se reencontraram em Gênesis 33, os dois irmãos eram tão ricos que o patrimônio do pai
ficou pequeno diante de sua fortuna:

"Mas Esaú disse: Eu tenho bastante, meu irmão; seja para ti o que tens." v.9

E Jacó devolveu a benção de seu pai para Esaú:

"Toma, peço-te, a minha benção, que te foi trazida; porque D'us graciosamente ma tem dado; e porque tenho de tudo." v.11

Assim fizeram as pazes.


Prof. Gláucia Vilela.
Obs: A Lei de Moisés anulou a instituição da Primogenitura, mantendo para o primogênito apenas um privilégio: receber tudo em dobro.
.A Torá Viva- Anotado por Rabino Aryeh Kaplan, Editora Maayanot,2003,SP.*
2.Dicionário Português-Hebraico/Hebraico Português - Abraham Hatzamri e Shoshana More-Hatzamri - 2ª edição,Sefer,2007, SP.