Seja Bem Vindo!

Este site é exclusivamente direcionado ao estudo da língua hebraica e de textos originais do Tanak. Os vídeos e imagens publicados são escolhidos para complementação didática e cultural e não expressam opinião religiosa dos editores. Todos podem participar, desde que com comentários não ofensivos.

Agora estamos com a versão Ler e Ouvir de Salmos em Hebraico no celular. Boa leitura!

Postagem em Destaque

Por que os judeus não comem carne de porco? Uma reflexão espiritual.

Alguns sábios judeus tinham a habilidade de responder uma pergunta com outra pergunta para induzir à reflexão. Assim antes de responder à pe...

sexta-feira, 22 de junho de 2012

O Divórcio no Mundo Antigo - O Código de Hamurabi



Para entendermos sobre a visão do divórcio no Mundo Antigo, veremos primeiro como se estruturava a família de modo geral.
No Império Babilônico, bem como em países orientais vizinhos, as famílias eram patriarcais. Esse grupo era formado do pai, suas mulheres, seus filhos, e por vezes das famílias de seus filhos, com noras, genros e netos. O pai era o chefe, o maior administrador dos negócios e proventos do grupo. Quando este morria, raramente se passava essa função à mãe.  Quem administrava era o primogênito que já ia assumindo paulatinamente as funções do patriarca com o avanço de sua velhice. As propriedades e negócios da família chamava-se no Código de Hamurabi de "bens" ou "haveres da casa paterna". Ao se referir às propriedades de alguém, o código sempre usava o termo "bens da casa paterna", que podiam ser terras, casas, gado, escravos, utensílios, pontos de explorações e metais preciosos como ouro, cobre e prata.
Essa estrutura era desfavorável ao enriquecimento individual dos membros dessas sociedades. Os investimentos geravam riquezas do grupo, era por isso que eram acirradas as disputas pelo direito de primogenitura, onde as esposas se esforçavam para ter filhos homens que seriam candidatos à administração  ou auxiliares nos negócios da família.
Quando o primogênito se mostrava incapaz ou rebelde para fazer a administração dos negócios do grupo, o pai cedia a liderança ao filho chamado "o primeiro da sua atenção". Outros filhos homens com habilidades para os negócios recebiam uma parcela dos bens na partilha do patrimônio, aumentando a sua possibilidade de investir e de ter bens próprios ( bens adquiridos por si mesmo, por seu trabalho pessoal ou pelos seus próprios meios) e formar novo clã.

No Código de Hamurabi há uma descrição detalhada dedicada às partilhas fixadas para a mãe, filhos não casados, filhos de concubinas mantendo o princípio de igualdades de partes. Mas isso não era observado nas prática, principalmente nas comunidades tribais, sendo que o primogênito geralmente recebia a maior e melhor parte e a administração. Os outros filhos geralmente vendiam a sua parte para ele.

Nesse contexto geralmente as filhas e mesmo as mães ficavam prejudicadas. Após a morte do pai, os filhos mais velhos costumavam desagregar a família roubando os mais novos e as irmãs depois de casadas, tornando-se chefes de novas comunidades. As segundas esposas dos patriarcas também podiam ser afastadas dos direitos de partilha e herança com seus filhos, formando gerações de deserdados que buscavam sustento nas cidades como funcionários reais subalternos, artesãos, nos exércitos e como empregados e trabalhadores autônomos.

O casamento e o divórcio
Os pais combinavam a união dos noivos, e muitas vezes, era pedido um acordo entre as partes contratantes. Na ocasião do casamento, era pago o preço, ou o dote. O pagamento era, algumas vezes, realizado por meio de serviços prestados.
No mundo antigo o casamento era visto como uma aliança ou contrato financeiro. Os noivos muitas das vezes se conheciam no dia da cerimônia.
 Nessa sociedade as mulheres sempre tinham menos privilégios.
As adúlteras tinham a punição mais severa que os maridos infiéis. Se comprovada, e sem o perdão do marido, geralmente eram condenadas à morte junto com seus amantes.
A simples suspeita do marido de adultério não podia ser motivo de carta de repúdio.

Mulheres  podiam receber carta de repúdio no início do casamento. Por essas condições era de um esforço grande por parte da mulher manter-se casada, aceitando inclusive a admissão de concubinas no seio familiar para dividir as obrigações sexuais.

No império de Hamurabi mulher legítima, era casada por contrato:
art.128; "Se um homem tomou uma esposa e não redigiu seu contrato, essa mulher não é sua esposa." . Esta, pelo Código, herda após a morte de seu marido o seu dote e uma parte igual à dos filhos. Na prática, as viúvas sem filhos perdiam tudo se não fossem resgatadas com outro casamento ou pela lei do levirato.

Veremos a seguir as leis prescritas no Código de Hamurabi sobre o casamento e o divórcio:

Condições para a condenação da mulher infiel:

1. Infidelidade feminina comprovada sem perdão do marido:

"art. 129. Se a esposa de um homem foi surpreendida dormindo com outro homem, eles os amarrarão e os jogarão n'água. Se o esposo perdoa sua esposa, o rei, também perdoará o seu servo."

2. Infidelidade feminina comprovada por mulher com provisões deixadas pelo marido:

"art. 133. Se um homem afastou-se secretamente e em sua casa há o que comer, sua esposa guardará sua casa e cuidará de si mesma. Ela não entrará na casa de outro homem. Se essa mulher não cuidou de si mesma e entrou na casa de outro homem, comprovarão isso e a lançarão n'água."

Observação: Suspeita de traição
Em caso de suspeita de traição da esposa havia duas situações citadas no código:
"art.131 Se a esposa de um homem, seu marido a acusou, mas não foi surpreendida com outro homem, ela pronunciará juramento diante de deus e voltará para sua casa."
"art.132. Se contra a esposa de um homem foi levantado o dedo por causa de outro homem, mas ela não foi surpreendida dormindo com outro homem: para seu esposo ela mergulhará no rio."

"Mergulhar no rio" é uma pena usada em alguns casos de acusações graves não provadas. Se a pessoa morresse afogada é porque era realmente culpada. Mas se saísse ilesa era inocente, mas o acusador podia levar uma pena. Temos o caso do artigo 2 do Capítulo 1:
"Se um homem lançou contra outro homem uma acusação de feitiçaria, mas não pode comprovar, aquele contra quem foi lançada a acusação será mergulhado no rio. Se o rio o dominar, seu acusador tomará para si a sua casa. Se o rio o purificar e ele sair ileso, aquele que lançou a acusação de feitiçaria será morto e o que mergulhou no rio tomará para si a casa de seu acusador."

Condições para a não condenação da mulher infiel:

3. Infidelidade feminina comprovada por mulher sem provisões deixadas pelo marido:

"art. 134 Se um homem afastou-se secretamente de sua casa e nela não há o que comer, sua esposa poderá entrar na casa de outro. Essa mulher não tem nenhuma culpa."

"art. 135 Se um homem afastou-se secretamente e em sua casa não há o que comer e, antes de sua volta, sua esposa entrou na casa de outro e gerou filhos; e depois disto, seu marido voltou e chegou à cidade, essa mulher voltará para o primeiro marido e os filhos ficarão com o pai."

Em observação aos artigos 134 e 135, não é dado ao homem nessas condições o direito de dar carta de divórcio à essa mulher.


Condições para o divórcio segundo o Código Hamurabi:

As cartas de repúdio ou divórcio eram apresentadas às famílias das mulheres ou diante de tribunais e eram cedidas nas seguintes condições:

4. Abandono do homem da cidade
"art. 136 Se um homem abandonou sua cidade e fugiu e depois de sua saída sua esposa entrou na casa de um outro, se este homem voltou e quer retomar sua esposa, a esposa do fugitivo não retornará a seu marido, porque ele desprezou a cidade e fugiu."

5. A mulher é sacerdotisa 
As sacerdotisas tinham autorização para realizar em seu próprio nome vários atos jurídicos, podiam adquirir e investir em bens. Elas administravam seus próprios negócios, compravam bens imobiliários e praticavam a usura. Podiam ter, portanto, certa independência financeira e condições de se manter caso os maridos pedissem carta de divórcio. Elas só podiam se casar de novo após a criação dos filhos.

"art. Se um homem decidiu repudiar uma sacerdotisa, que lhe gerou filhos, devolverá a essa mulher o seu dote e dar-lhe-á a metade do campo, do pomar e dos bens móveis e ela educará os filhos. Depois que houver educado os seus filhos, de tudo que foi deixado para os seus filhos dar-lhe-á a parte correspondente à de um herdeiro e o homem de seu coração poderá tomá-la por esposa."

6. A mulher é estéril
A mais dolorosa de todas as condições. O marido de mulher estéril podia pela lei exigir carta de divórcio, abandoná-la ou devolvê-la à família caso ela não se submetesse a uma segunda mulher. A falta de herdeiros era uma ameaça ao patrimônio familiar. 
" art. 138 Se um homem quer abandonar sua primeira esposa, que não lhe gerou filhos, dar-lhe-á a prata correspondente, isto é, o preço que o pai do noivo pagou ao pai da noiva e restituir-lhe-á o dote que trouxe de seu pai. Só então poderá abandoná-la."
"art. 139 Se o pai do noivo nada pagou e não houve dote, dar-lhe-á uma mina de prata como indenização do repúdio."
"art. 140 Se o homem pertence à classe média, dar-lhe-á, apenas, um terço de uma mina de prata."

7. A mulher acumulou bens, decidiu ir embora, negligenciando a casa e o marido
"art. 141 Se a esposa de um homem, que mora na casa de seu marido, decidiu ir embora e criou para si um pecúlio, dilapidou sua casa, negligenciou seu marido, comprovarão isso contra ela. Se seu marido declarou que deseja repudiá-la , ele poderá repudiá-la. Ele não lhe dará coisa alguma, nem para viagem, nem como indenização de separação. Se seu marido declarou que não deseja repudiá-la, seu marido poderá tomar outra mulher e ela morará como escrava na casa de seu marido."

8. Aversão por infidelidade do homem 
Esse caso é analisado nos tribunais para testar a conduta da mulher em casa. Deve ser comprovada a infidelidade e humilhação do marido apesar da postura correta da esposa com as suas obrigações de mulher e dona de casa.
"art. 142 Se uma mulher tomou aversão a seu marido e disse-lhe: 'Tu não terás relações comigo', seu caso será examinado em seu distrito. Se ela for irrepreensível e não tiver falta e seu esposo for um saidor e a tiver humilhado muito, essa mulher não tem culpa, ela tomará o seu dote e irá para acasa de seu pai."
"art. 143 Se ela não é irrepreensível, mas é saidora, dilapida a sua casa e desonra seu marido, jogarão essa mulher n'água."

Condições não aceitas para dar a carta de divórcio
9. Doença da esposa
"art.148 Se um homem tomou uma esposa, e esta foi acometida por moléstia contagiosa, e ,se ele decidiu esposar outra, ele poderá, mas não poderá repudiar a esposa doente. Ela morará na casa que construíram e ele a sustentará enquanto viver."
"art. 149 Se essa mulher não concordou em morar na casa de seu marido, ele devolver-lhe-á o dote que trouxe da casa do pai e ela irá embora."

A mulher adúltera era punida muito mais seve­ramente do que o marido infiel. O divórcio a pedido da esposa era difícil. 


Condições para o Divórcio nas Leis de Moisés e nas Escrituras

Apesar das novas gerações tenderem a enfraquecer as relações tradicionais, pouco mudou dessa estrutura no mundo das sociedades da era bíblica.
O código de leis de uma sociedade organizada sofre influência direta da cultura e de seus costumes. As leis mosaicas refletiam o pensamento oriental do mundo antigo sobre o casamento, o divórcio e outros assuntos, perpetuados pelo antigo Código de Hamurabi.

O divórcio não foi condenado nas Escrituras por causa das condições desfavoráveis impostas à mulher pela cultura da sociedade e por causa da poligamia. Mas havia condições explícitas e bem definidas para a concessão da carta.
  D'us odeia o repúdio no casamento conforme descrito em Malaquias 2. Na época as mulheres nessa condição ficavam desesperadas e se derramavam nos templos: "Ainda fazeis isto: cobris o altar do Senhor de lágrimas e de gemidos, de sorte que Ele já não olha para a oferta, nem a aceita com prazer da vossa mão." v.13
Em tempos de frieza espiritual, os homens eram infiéis e quebravam a aliança do casamento após vários anos de convivência. Como não se encaixavam nas condições de pedir a carta de divórcio citada em Deuteronômio 24.1 eles enviavam as esposas de volta para as suas famílias ou simplesmente as despediam ou abandonavam.
"Porque o Senhor foi testemunha da aliança entre ti e a mulher da tua mocidade, com a qual tu foste desleal, sendo ela a tua companheira e a mulher da sua mocidade."v.14

  כִּי-שָׂנֵא שַׁלַּחפ  "Porque odeio o repúdio." Malaquias 2.6, onde o verbo  שַׁלַּח é um verbo que significa enviar, mandar, remeter, afastar, despedir, expulsar, libertar, repudiar.

 Essa não é a mesma palavra usada em Deuteronômio 24.1 "Quando um homem casa com uma mulher ou a possui, se ela o desagrada (ou) se tem evidência de má conduta sexual por parte dela*, ele lhe escreverá uma carta de divórcio e a colocará em sua mão, assim liberando-a de sua casa. Quando ela assim deixar a sua casa, ela pode ir e casar com outro homem." 
O termo aqui é סֵפֶר כְּרִיתֻת carta de divórcio, e ela só podia ser concedida caso houvesse estranheza entre o casal após o matrimônio pois na época os casamentos eram arranjados também em Israel e os noivos só se conheciam no dia da cerimônia.
 כִּי-יִקַּח אִישׁ אִשָּׁה, וּבְעָלָהּ; וְהָיָה אִם-לֹא תִמְצָא-חֵן בְּעֵינָיו, כִּי-מָצָא בָהּ עֶרְוַת דָּבָר--וְכָתַב לָהּ סֵפֶר כְּרִיתֻת וְנָתַן בְּיָדָהּ, וְשִׁלְּחָהּ מִבֵּיתוֹ

Portanto, a carta de divórcio não era uma instituição de D'us, era apenas uma permissão caso não houvesse identificação entre o casal no início do casamento. Era na verdade uma anulação da cerimônia. Nesse caso, a família da noiva era convocada junto com os anciãos, e os motivos do pedido da separação eram colocados. Após o seu retorno para casa, ela sendo jovem, tinha condições de se casar de novo.O divórcio entre esse casal era irreversível.
Cartas de divórcio não costumavam ser dadas após o nascimento do primeiro filho, ainda mais homem. Conforme já citamos, cartas de divórcio não eram cedidas por causa da velhice da mulher, nem por causa de doença.

*"evidência de má conduta sexual por parte dela": não era virgem, contrário ao estabelecido no contrato.


Figura egípcia:
1.Antiquité égyptienne du musée du Louvre. Musée du Louvre, Département des Antiquités égyptiennes, E 15592

A seguir um vídeo sobre o Código de Hamurabi, com leitura de algumas leis de todos os tópicos. Vale a pena ouvir.




Se um homem é capaz de conquistar a alma de sua esposa dia após dia de modo a incentivá-la a preservar o seu casamento, ele será capaz de conquistar a alma de pelo menos um errante para a leitura e obediência da Torá.

Bibliografia:

Código de Hamurabi - Código de Manu (Livros oitavo e Nono) - Lei das XXII Tábuas. Supervisão Editorial Jair Lot Vieira - EDIPRO, 1ª edição, 1994, SP.

1.A Torá Viva - O Pentateuco e as Haftarot - Anotado por Rabino Aryeh Kaplan- Editora Maayanot;
2.Tehilim - Salmos Tradutores: Adolph Wasserman & Chaim Szwertszarf; McKlausen Editora; RJ.
3.Dicionário Português Hebraico e Hebraico Português - Abraham Hatzamri e Shoshana More-Hatzamri - ed. Sêfer
4.Dicionário Hebraico-Português&Aramaico-Português, Sinodal Vozes, 4ª edição, 1994.



quinta-feira, 14 de junho de 2012

תהילים קל Salmos 130 em Hebraico

תהילים  קל

Os Cânticos de Ascenções foram escritos para erguer o espírito do homem. Em momentos de perseguição e dificuldades a mensagem foi tão necessária e cabível para Israel, sendo, portanto, rica de esperança para nós. O desespero degradante do exílio e a amarga lembrança de que todos os problemas foram gerados como resultado de seus próprios pecados, levam aos quebrantados corações ao desejo de uma faísca da misericórdia de D'us.
Diante dos ataques dos povos inimigos, Israel se ergue do sofrimentos nas asas dessa prece: " Eu coloquei confiança no Senhor". verso 5.  O cativeiro foi perpetuado pelos pecados do povo, mas esses pecados certamente podem ser perdoados após o arrependimento: "Pois Contigo está o perdão". v.4

Diante da soberania divina, o arrependimento sincero é inútil, a menos que D'us o aceite favoravelmente.
"Se Tu, oh Yah, preservas iniquidades, oh meu Senhor, quem poderia durar?" V.3
E a fonte de toda esperança está em Ve'chu  if'deh 'et Israel ", " E Ele redimirá a Israel."

Quem canta é Chaim Israel.

  שִׁיר הַמַּעֲלוֹת Cântico de Subidas

                                                         


1. מִמַּעֲמַקִּים קְרָאתִיךָ  יְהוָה Das profundezas clamei a Ti YHWH
Mima'akim k'ra'ticha HaShem

  אֲדֹנָי    שִׁמְעָה בְקוֹלִי Senhor ouve minha voz
HaShem  shim'ah ve'koli

תִּהְיֶינָה אָזְנֶיךָ קַשֻּׁבוֹת Estejam os Seus ouvidos atentos
Tich'ienah 'az'neicha  kashuvot

 לְקוֹל תַּחֲנוּנָי à voz do meu clamor
Le'kol tachanunai

  
1. מִמַּעֲמַקִּים קְרָאתִיךָ  יְהוָה Das profundezas clamei a Ti YHWH
Mima'akim k'ra'ticha HaShem

  אֲדֹנָי    שִׁמְעָה בְקוֹלִי Senhor ouve minha voz
HaShem  shim'ah ve'koli

תִּהְיֶינָה אָזְנֶיךָ קַשֻּׁבוֹת Estejam os Seus ouvidos atentos
Tich'ienah 'az'neicha  kashuvot

 לְקוֹל תַּחֲנוּנָי à voz do meu clamor
Le'kol tachanunai



 3. אִם-עֲו‍ֹנוֹת תִּשְׁמָר-יָהּ Se transgressões preservas, Yah
Im 'anonot tish'mar (Yah)

   אֲדֹנָי, מִי יַעֲמֹד Senhor, quem permaneceria de pé?
HaShem  mi ia'amod


 4. כִּי-עִמְּךָ הַסְּלִיחָה Pois contigo está o perdão
Ki 'im'cha chas'lichah

    לְמַעַן תִּוָּרֵא para que sejas temido
Le'ma'an  tiuare'

música solo


1. מִמַּעֲמַקִּים קְרָאתִיךָ  יְהוָה Das profundezas clamei a Ti YHWH
Mima'akim k'ra'ticha HaShem

  אֲדֹנָי    שִׁמְעָה בְקוֹלִי Senhor ouve minha voz
HaShem  shim'ah ve'koli

תִּהְיֶינָה אָזְנֶיךָ קַשֻּׁבוֹת Estejam os Seus ouvidos atentos
Tich'ienah 'az'neicha  kashuvot

 לְקוֹל תַּחֲנוּנָי à voz do meu clamor
Le'kol tachanunai

1. מִמַּעֲמַקִּים קְרָאתִיךָ  יְהוָה Das profundezas clamei a Ti YHWH
Mima'akim k'ra'ticha HaShem

  אֲדֹנָי    שִׁמְעָה בְקוֹלִי Senhor ouve minha voz
HaShem  shim'ah ve'koli

תִּהְיֶינָה אָזְנֶיךָ קַשֻּׁבוֹת Estejam os Seus ouvidos atentos
Tich'ienah 'az'neicha  kashuvot

 לְקוֹל תַּחֲנוּנָי à voz do meu clamor
Le'kol tachanunai

 3. אִם-עֲו‍ֹנוֹת תִּשְׁמָר-יָהּ Se transgressões preservas, Yah
Im 'anonot tish'mar (Yah)

   אֲדֹנָי, מִי יַעֲמֹד Senhor, quem permaneceria de pé?
HaShem  mi ia'amod




 4. כִּי-עִמְּךָ הַסְּלִיחָה 
Pois contigo está o perdão
Ki 'im'cha chas'lichah

    לְמַעַן תִּוָּרֵא para que sejas temido
Le'ma'an  tiuare'


A música do vídeo termina aqui. O Cântico continua:


 5. קִוִּיתִי יְהוָה Confiei em YHWH
Kiviti HaShem
קִוְּתָה נַפְשִׁי Confiou minha alma
Kiu'ta  naf'shi
    וְלִדְבָרוֹ הוֹחָלְתִּי E na Tua Palavra esperei.
Ve'lid'varo chochal'ti


 6. נַפְשִׁי לַאדֹנָי Minha alma (anseia) pelo Senhor
Naf'shi  l'Adonai
    מִשֹּׁמְרִים לַבֹּקֶר Dentre os que vigiam pela manhã
Mishom'rim laboker
 שֹׁמְרִים לַבֹּקֶר os que vigiam pela manhã
shom'rim laboker

 7. יַחֵל יִשְׂרָאֵל Espera Israel
Iachel Israel
 אֶל-יְהוָה por YHWH
El  HaShem
 כִּי-עִם-יְהוָה הַחֶסֶד Pois com YHWH está a piedade
Ki im HaShem chachesed
 וְהַרְבֵּה עִמּוֹ פְדוּת E a grande Redenção com Ele
Ve'char'beh 'imo f'dut

8. וְהוּא, יִפְדֶּה אֶת-יִשְׂרָאֵל E Ele redimirá Israel
Ve'chu if'deh 'et Israel
    מִכֹּל, עֲו‍ֹנֹתָיו. De todas as suas iniquidades.
Mikol 'avonotain.

Fim

Texto na íntegra;

א  שִׁיר הַמַּעֲלוֹת:
Um Cântico de Ascenções

מִמַּעֲמַקִּים קְרָאתִיךָ    יְהוָה.
Das profundezas eu te chamei, Senhor.

ב  אֲדֹנָי,    שִׁמְעָה בְקוֹלִי:
Meu Senhor, ouve minha voz.

תִּהְיֶינָה אָזְנֶיךָ, קַשֻּׁבוֹת--    לְקוֹל, תַּחֲנוּנָי.
Que Teus ouvidos estejam atentos ao som dos meus rogos.

ג  אִם-עֲו‍ֹנוֹת תִּשְׁמָר-יָהּ--    אֲדֹנָי, מִי יַעֲמֹד.
Se Tu, Yah, preservas iniquidades, Oh Meu Senhor, quem poderia durar?

ד  כִּי-עִמְּךָ הַסְּלִיחָה--    לְמַעַן, תִּוָּרֵא.
Pois Contigo está o perdão, para que Tu possas ser temido.

ה  קִוִּיתִי יְהוָה, קִוְּתָה נַפְשִׁי;    וְלִדְבָרוֹ הוֹחָלְתִּי.
Eu tive confiança no Senhor minha alma colocou confiança, e eu esperei por Sua Palavra.

ו  נַפְשִׁי לַאדֹנָי--    מִשֹּׁמְרִים לַבֹּקֶר, שֹׁמְרִים לַבֹּקֶר.
Anseio por meu Senhor, dentre aqueles que aspiram pela alvorada, aqueles que aspiram pela alvorada.

ז  יַחֵל יִשְׂרָאֵל, אֶל-יְהוָה:    כִּי-עִם-יְהוָה הַחֶסֶד; וְהַרְבֵּה עִמּוֹ פְדוּת.
Que Israel espere pelo Senhor, pois com o Senhor está a benevolência. E com Ele está a redenção abundante.

ח  וְהוּא, יִפְדֶּה אֶת-יִשְׂרָאֵל--    מִכֹּל, עֲו‍ֹנֹתָיו.
E Ele redimirá Israel de todas as sua iniquidades.

segunda-feira, 4 de junho de 2012

זכריה Zacarias 2.10-13

זכריה  ב
Zacarias nasceu na Babilônia e profetizou ao grupo que voltou do exílio depois dos setenta anos de cativeiro. Ele veio ainda jovem no grupo de Zorobabel, Esdras 5.1-2; 6.14. Apesar da fragilidade do povo em Israel, o profeta revela os pensamentos de D'us concernentes ao poder das outras nações que os ameaçava e revitaliza as suas forças com palavras de esperança.
A regra era básica: cantar e exultar mesmo naquela situação difícil de recomeço e reconstrução. A missão de Zacarias resumia-se em uma palavra: encorajamento! 

"Os anciãos dos judeus iam edificando e prosperando em virtude do que profetizaram o profeta Ageu e Zacarias, filho de Ido." Esdras 6.14a

Essa música vai nos ensinar que D'us nunca se esquece de Suas promessas. Zacarias quer dizer: "D'us lembra !".



Wipes your tears   Limpa suas lágrimas
daughter of Zion    filha de Sion


זכריה    Zakariah  (D'us lembra)


Still your fears     Tranquiliza seus medos
Yerushalayim       Jerusalém

זכריה    Zakariah  (D'us lembra)


Your God has not  O Seu D'us não 

forgotten you         se esquece de você

What He promised   O que Ele promete

He will do                 Ele irá fazer

He remembers that   Ele lembra o que

He said:                    disse:


 רָנִּי וְשִׂמְחִי, בַּת-צִיּוֹן  Roni ve'sim'ti  bat Tzion
Canta e exulta, filha de Zion

כִּי הִנְנִי-בָא             Ki hine'ni va'
porque Eu venho!


 וְשָׁכַנְתִּי בְתוֹכֵךְ  ve'shachan'ti  ve'tochech
e habitarei no meio de ti

 נְאֻם-יְהוָה ne'um  Adonai
Disse o Senhor


רָנִּי וְשִׂמְחִי  Roni ve'sim'chi 
Canta e exulta!
רָנִּי וְשִׂמְחִי  Roni ve'sim'chi 
Canta e exulta!

זכריה        Zakariah (D'us lembra)


  וְנִלְווּ גוֹיִם רַבִּים אֶל-יְהוָה  Ve'nil'vu goim rabim El Adonai
E muitas nações se ajuntarão ao Senhor
 בַּיּוֹם הַהוּא     Baiom  hahu'
naquele dia

 וְהָיוּ לִי לְעָם  ve'haiu  li le'am
e serão Meu povo

וְשָׁכַנְתִּי בְתוֹכֵךְ ve'shachan'ti  ve'tochech
e habitarei no meio de ti
וְשָׁכַנְתִּי בְתוֹכֵךְ ve'shachan'ti  ve'tochech
e habitarei no meio de ti
וְשָׁכַנְתִּי בְתוֹכֵךְ ve'shachan'ti  ve'tochech
e habitarei no meio de ti

רָנִּי וְשִׂמְחִי Roni ve'sim'chi 
Canta e exulta!
רָנִּי וְשִׂמְחִי Roni ve'sim'chi 
Canta e exulta!

זכריה           Zakariah (D'us lembra)



וְיָדַעַתְּ כִּי-יְהוָה צְבָאוֹת  Ve'iada'at ki Adonai tze'va'ot
E saberás que o Senhor dos Exércitos
 שְׁלָחַנִי אֵלָיִךְ sh'lachani 'elaich
é quem me enviou a ti!

   וְנָחַל יְהוָה אֶת-יְהוּדָה ve'nachal  Adonai et Ie'chudah
E conduzirá o Senhor  de Judá
 חֶלְקוֹ, עַל אַדְמַת הַקֹּדֶשׁ chel'ko al 'ade'mat chakodesh
à Sua porção na terra santa

וּבָחַר עוֹד, בִּי uvachar 'od bi
e de novo escolherá

 יְרוּשָׁלִַם  Ye'rushalaim
a Jerusalém
רָנִּי וְשִׂמְחִי Roni ve'sim'chi 
Canta e exulta!
רָנִּי וְשִׂמְחִי Roni ve'sim'chi 
Canta e exulta!

זכריה           Zakariah (D'us lembra)

Wipes your tears   Limpa suas lágrimas
daughter of Zion    filha de Sion

זכריה    Zakariah  (D'us lembra)
      
Still your fears     Tranquiliza seus medos
Yerushalayim       Jerusalém


זכריה       Zakariah (D'us lembra)

 הַס כָּל-בָּשָׂר  has  kol bassar
Silêncio toda carne
מִפְּנֵי יְהוָה Mif'nei Adonai
diante do Senhor
-כִּי נֵעוֹר, מִמְּעוֹן  Ki ne'or  mime'on
que se levantou de Sua Morada
 קָדְשׁוֹ  Kod'sho
Santa




sexta-feira, 1 de junho de 2012

Salmos 27 תהילים פרק כז Adonai Ori

תהילים פרק כז Salmos 27

Salmos 27 combate o pecado e os inimigos que nos cercam. Possui a fórmula da proteção divina: habitar na Casa do Senhor para, todos os dias, meditar na Palavra (v.4). O justo deve buscar em sua vida circunstâncias diárias que o aproxime de D'us. As distrações e exigências do mundo são tão grandes que David desejou morar no Santuário para atender às suas necessidades espirituais.
Muitos israelitas moravam em tendas longe de Jerusalém, e vinham ao local de adoração somente uma vez por ano. Aos que estavam longe o salmista aconselha: procure abrigo na Tenda (Sukah) de D'us (v.5). Isso não impede também de transformarmos a nossa casa em santuário com meditações e louvores a D'us.
Analisando detalhes do texto hebraico vemos a reafirmação no verso 3 de לֹא-יִירָא, "Ló' yira'' "Não temerei" de Salmos 23.4 .
A melhor promessa de Salmos 27 talvez seja: D'us não desiste de nós, apesar dos nossos repetidos erros. Prova-se no verso 10: quando um homem chega à triste condição de que seus próprios pais já desistiram dele, Du's acolhe!
Aqui, uma bela interpretação de Christene Jackman. Vale a pena envolver-se na música toda, principalmente no final, onde canta com firmeza: "Confia no Senhor!".




  לְדָוִד de David                                               (em ch cante com som de rr)

1. יְהוָה אוֹרִי וְיִשְׁעִי Adonai (YHWH) é minha luz e minha salvação
Adonai  'ori ve'ish'i
מִמִּי אִירָא           A quem temerei?
Mimi 'ira'
יְהוָה מָעוֹז-חַיַּי      Adonai é fortaleza  de minhaVida
Adonai ma'oz chaiai
מִמִּי אֶפְחָד          De quem terei medo?
Mimi 'ef'chad

 2. בִּקְרֹב עָלַי                 Na aproximação sobre mim
Bik'rov 'alai
מְרֵעִים  לֶאֱכֹל אֶת-בְּשָׂרִי  dos maus para comer minha carne
Me're'im  le'echol  'et-be'ssari
צָרַי וְאֹיְבַי לִי                Meu atormentador e meu inimigo
Tzari  ve'oivai  li

   הֵמָּה כָשְׁלוּ וְנָפָלוּ          Eles tropeçam e caem
Chemah cashelu ve'nafalu

 3. אִם-תַּחֲנֶה עָלַי           Se estaciona sobre mim
Im tachaneh 'alai
 מַחֲנֶה                        um exército
machaneh
    לֹא-יִירָא לִבִּי          Não temerei no meu coração
Lo' yira' livi
אִם-תָּקוּם עָלַי, מִלְחָמָה   Se há resistência sobre mim, guerra
Im takum 'alai  mil'chamah

   בְּזֹאת  אֲנִי בוֹטֵחַ       Nisso eu confio:
Bezo't  'ani votecha

          יְהוָה אוֹרִי  O Senhor é a minha Luz
            Adonai  'ori

 4. אַחַת   שָׁאַלְתִּי מֵאֵת-יְהוָה   Um pedido meu ao Senhor:
'Achat  sha'alti me'et Adonai
 אוֹתָהּ אֲבַקֵּשׁ                    Que eu  procure
'Otah 'avakesh
שִׁבְתִּי בְּבֵית-יְהוָה                Morar na casa de Adonai
Shive'ti  be'veit Adonai
 כָּל-יְמֵי חַיַּי                      Todos os dias de minha vida
Kol ie'mei  chaiai
לַחֲזוֹת בְּנֹעַם-יְהוָה              para ter visão na beleza de Adonai
Lachazut  beno'am Adonai
    וּלְבַקֵּר בְּהֵיכָלוֹ               E meditar em Seu santuário.
Ule'vaker be'cheichalo

 5. כִּי יִצְפְּנֵנִי בְּסֻכֹּה     Porque Ele me refugiará em Sua Sukah (tenda)
Ki  itz'fe'neni  be'sukoh
    בְּיוֹם רָעָה             no dia mal
be'iom  ra'ah
יַסְתִּרֵנִי                    me esconderá
ias'tireni
 בְּסֵתֶר                    em Seu refúgio
be'seter
 אָהֳלוֹ                     Em Sua tenda
'achalo
  בְּצוּר יְרוֹמְמֵנִי         na rocha me elevará
betzur  ie'rom'meni

 6. וְעַתָּה יָרוּם רֹאשִׁי   E agora  elevada  está minha cabeça
Ve'atah  iarus  ro'shi
 עַל אֹיְבַי סְבִיבוֹתַי      sobre meus inimigos em volta de mim
'al  'oi'vai  se'vivotai

 וְאֶזְבְּחָה בְאָהֳלוֹ             E sacrificarei em Sua Tenda
Ve'e'z'be'chah  ve'achalo
 זִבְחֵי תְרוּעָה               sacrifícios de louvor
ziv'chei  te'ru'ah
אָשִׁירָה וַאֲזַמְּרָה לַיהוָה   Poesia e canto para Adonai
'ashirah  va'azam'rah  l'Adonai


7.  שְׁמַע-יְהוָה קוֹלִי אֶקְרָא   Ouve Senhor minha voz a chamar.
Shema'  Adonai koli 'ekera'
 וְחָנֵּנִי וַעֲנֵנִי                   Perdoa e responde
ve'choneni  va'aneni
 שְׁמַע-יְהוָה קוֹלִי אֶקְרָא     Ouve Senhor minha voz a chamar
Shema'  Adonai koli 'ekera'
 וְחָנֵּנִי וַעֲנֵנִי                   Perdoa e responde
ve'choneni  va'aneni

 8. לְךָ אָמַר לִבִּי               Por Ti disse meu coração:
Le'cha 'amar livi
  בַּקְּשׁוּ פָנָי                   "Procure minha Face"
"Bake'shu  Fanai"
  אֶת-פָּנֶיךָ יְהוָה אֲבַקֵּשׁ      Tua Face, Senhor procuro
'Et  paneicha  Adonai 'avakesh

 9.אַל-תַּסְתֵּר פָּנֶיךָ, מִמֶּנִּי    Não escondas Tua  presença de mim
'Al tase'ter paneicha  mimeni
 אַל תַּט-בְּאַף עַבְדֶּךָ          Não, em Sua ira, de Teu servo
'Al tat- be'af   'av'decha'
 עֶזְרָתִי הָיִיתָ                  Tu és Minha ajuda
'Ezerati chayita
  אַל-תִּטְּשֵׁנִי וְאַל-תַּעַזְבֵנִי   Não me abandones e não desistas de mim
'Al  tit'sheni  ve'al  ta'aze'veni
 אֱלֹהֵי יִשְׁעִי                  El'him minha Salvação
'Elochei  ish'i

 10. כִּי-אָבִי וְאִמִּי עֲזָבוּנִי   Quando meu pai e minha mãe desistirem de mim
Ki 'avi  ve'imi  'azavuni
   וַיהוָה יַאַסְפֵנִי             O Senhor me acolherá
Va' Adonai  ia'as'feni
כִּי-אָבִי וְאִמִּי עֲזָבוּנִי        Quando meu pai e minha mãe desistirem de mim
Ki 'avi  ve'imi  'azavuni
 וַיהוָה יַאַסְפֵנִי                   Adonai me acolherá
Va' Adonai  ia'as'feni


11.הוֹרֵנִי יְהוָה            Instrui-me Senhor
Horeni Adonai
דַּרְכֶּךָ                     em Teu caminho
dar'kecha
וּנְחֵנִי, בְּאֹרַח מִישׁוֹר  e conduz-me no caminho da integridade
Un'cheni  be'orach  mishor

 הוֹרֵנִי יְהוָה             Instrui-me Senhor
Horeni Adonai
דַּרְכֶּךָ                    em Teu caminho
dar'kecha
וּנְחֵנִי בְּאֹרַח מִישׁוֹר   e conduz-me no caminho da integridade
Un'cheni  be'orach  mishor

לְמַעַן שׁוֹרְרָי  Por causa dos meus inimigos
Le'ma'an  shor'rai
לְמַעַן שׁוֹרְרָי  Por causa dos meus inimigos
Le'ma'an  shor'rai

12. אַל-תִּתְּנֵנִי, בְּנֶפֶשׁ צָרָי Não entregues minha alma aos meus inimigos
'Al tit'neni  be'nefeshi  tzarai
כִּי קָמוּ-בִי עֵדֵי-שֶׁקֶר      Porque adversários lançam de mim idéias mentirosas
Ki  kamu vi  'edei sheker
 וִיפֵחַ חָמָס                  e inspira cólera
vifecha  chamas

 13.לוּלֵא--הֶאֱמַנְתִּי     Se não confirmasse eu
Lule'  che'eman'ti
 לוּלֵא--הֶאֱמַנְתִּי       Se não confirmasse eu
Lule'  che'eman'ti
 לוּלֵא--הֶאֱמַנְתִּי       Se não confirmasse eu
Lule'  che'eman'ti

 לִרְאוֹת בְּטוּב-יְהוָה  na contemplação da bondade de Adonai
lir'ot  betuv  Adonai
    בְּאֶרֶץ חַיִּים       na terra da Vida! (ai de mim!)
Be'aretz  chayim




 לוּלֵא--הֶאֱמַנְתִּי       Se não confirmasse eu
Lule'  che'eman'ti
 לוּלֵא--הֶאֱמַנְתִּי       Se não confirmasse eu
Lule'  che'eman'ti
 לוּלֵא--הֶאֱמַנְתִּי       Se não confirmasse eu
Lule'  che'eman'ti



 לִרְאוֹת בְּטוּב-יְהוָה  na contemplação da bondade de Adonai
lir'ot  betuv  Adonai
    בְּאֶרֶץ חַיִּים       na terra da Vida!
Be'aretz  chayim



14.קַוֵּה אֶל-יְהוָה      Confia no Senhor
Kaveh  el Adonai
  חֲזַק                   Fortaleza
chazak
  חֲזַק                   Fortaleza
chazak



  קַוֵּה אֶל-יְהוָה    Confia no Senhor 
Kaveh  el Adonai
  חֲזַק                  Fortaleza
chazak
  חֲזַק                  Fortaleza
chazak


 וְיַאֲמֵץ לִבֶּךָ      e coragem  Ele dará
Ve'ia'metz  libecha

 וְיַאֲמֵץ לִבֶּךָ       e coragem  Ele dará
Ve'ia'metz  libecha


 וְקַוֵּה, אֶל-יְהוָה  Confia(espera) no Senhor
Ve'kaveh  'el Adonai


 לוּלֵא--הֶאֱמַנְתִּי      Se não confirmasse eu
Lule'  che'eman'ti
 לוּלֵא--הֶאֱמַנְתִּי      Se não confirmasse eu
Lule'  che'eman'ti
 לוּלֵא--הֶאֱמַנְתִּי      Se não confirmasse eu
Lule'  che'eman'ti
 לִרְאוֹת בְּטוּב-יְהוָה  na contemplação da bondade de Adonai
lir'ot  betuv  Adonai
    בְּאֶרֶץ חַיִּים       na terra da Vida!
Be'aretz  chayim

 קַוֵּה, אֶל-יְהוָה       Confia no Senhor
Kaveh  el Adonai
 חֲזַק                    Fortaleza
chazak
 חֲזַק                    Fortaleza
chazak

 קַוֵּה, אֶל-יְהוָה        Confia no Senhor
Kaveh  el Adonai
 חֲזַק                    Fortaleza
chazak
 חֲזַק                    Fortaleza
chazak

 וְיַאֲמֵץ לִבֶּךָ       e coragem  Ele dará
Ve'ia'metz  libecha
 וְיַאֲמֵץ לִבֶּךָ       e coragem  Ele dará
Ve'ia'metz  libecha

וְקַוֵּה, אֶל-יְהוָה  Confia(espera) no Senhor (Adonai )
Ve'kaveh  'el Adonai
וְקַוֵּה, אֶל-יְהוָה  Confia(espera) no Senhor ( Adonai )
Ve'kaveh  'el Adonai
וְקַוֵּה, אֶל-יְהוָה  Confia(espera) no Senhor ( Adonai )
Ve'kaveh  'el Adonai

Fim


1.A Torá Viva - O Pentateuco e as Haftarot - Anotado por Rabino Aryeh Kaplan- Editora Maayanot;
2.Tehilim - Salmos Tradutores: Adolph Wasserman & Chaim Szwertszarf; McKlausen Editora; RJ.
3.Dicionário Português Hebraico e Hebraico Português - Abraham Hatzamri e Shoshana More-Hatzamri - ed. Sêfer
4.Dicionário Hebraico-Português&Aramaico-Português, Sinodal Vozes, 4ª edição, 1994.