quarta-feira, 21 de outubro de 2009

A calvície de Eliseu e os 42 jovens mortos


Um dos símbolos de fúria e julgamento divino na Bíblia é representado pela ursa roubada de seu filhote.

Os ursos eram animais abundantes nas antigas florestas da Palestina, embora sejam raros na região atualmente.

Qual foi o grave pecado dos 42 jovens mortos pelas duas ursas?

II Reis 2.23-24, ocorreu no seguinte contexto:

Eliseu havia acabado de testemunhar a subida de Elias aos céus (II Reis 2.9-12), recebendo o seu poder (II Reis 2.15), dividiu águas (II Reis 2.14) e curou águas estéreis de uma cidade (II Reis 2.19-22). 

1. Os jovens não eram crianças ou meninos, e sim rapazes jovens ( "nearim ketanim" no plural no texto hebraico ; "na'ar" no singular, quer dizer rapaz e"katan", jovem);

2. Eliseu após a ascenção de Elias (II Reis 2.11-12), e em sinal de luto, rasgou as suas vestes; o luto segundo a tradição judaica, dependendo da pessoa, pode durar meses, então, quando Eliseu subiu a Betel, ainda estava "rasgado" em hebraico, "karua' ";

3. Segundo as nossas traduções, Eliseu foi chamado de "calvo" ou "careca", que no texto em hebraico é "karea' ", palavra que também pode ser traduzida como "gelo". É muito comum na linguagem bíblica uma palavra hebraica ter vários significados que se explicam ou se completam.

Naqueles tempos, a brancura da lepra era comparada à cor da neve (Êxodo4.6, a mão leprosa de Moisés; Miriã ficou leprosa como a neve em Números12.10).
Existiam muitos leprosos na época de Eliseu e eles tinham que raspar a cabeça e andar com as vestes rasgadas. Por causa disso, quem era calvo era tratado com um certo preconceito.

Quando os rapazes avistaram o profeta, o rejeitaram como a um leproso. O texto não confirma se Eliseu havia raspado ou arrancado os cabelos em sinal de luto, como era costume na época (Esdras 9.3), ou se era realmente calvo.

De qualquer forma, ele não poderia ser comparado a um leproso conforme
Levítico 13. 40 e 41: "E, quando os cabelos do homem caírem da cabeça, calvo é, mas limpo está. E se lhe caírem os cabelos na frente da cabeça, meio calvo é; mas limpo está."

Os jovens sabiam que Eliseu era profeta?

É certo que Elias tinha popularidade em toda Israel. Em II Reis 2.2, antes de ser levado por um redemoinho, passou em Betel e em Jericó com Eliseu, onde foram recebidos pelos filhos dos profetas. Conforme o texto,de alguma forma, todos sabiam que "naquele dia", Elias seria tomado por cima da cabeça de Eliseu.

Após a separação das águas do Jordão os filhos dos profetas exclamaram: "O Espírito de Elias repousa sobre Eliseu." (v.15).

No caminho para Betel, os jovens vieram por trás, chamando-o de "calvo" ou "gelo". Na ordem para subir ("Sobe, calvo; sobe calvo" - v.23) , o radical do verbo subir é o mesmo de" 'olah", holocausto. A mensagem foi essa: "Elias subiu, você subirá também? Então suba!" Um grave alardeamento. Os jovens rejeitaram Eliseu pela sua aparência, tentaram testar a sua sucessão, e morreram porque transgrediram a Lei de Moisés e colocando à prova a escolha de D'us para a continuidade do Espírito de Elias sobre a terra.

Mais três observações quanto ao texto hebraico:

1. As duas ursas despedaçaram os jovens como eram despedaçadas as vestes de Eliseu.

2. Ao se referir à morte "daqueles meninos"(v.24), aqui a palavra não é mais "na'ar"(jovem), e sim "ieladim", meninos. Eles foram apresentados primeiramente como rapazes; entende-se que morreram como meninos pela sua imaturidade.

3. Quando um número é mencionado no Tanach, ele não deve ser desprezado, e sim virar motivo de investigação e estudo. Chama-se Guematria o estudo da numerologia bíblica aplicada pelos rabinos. É um estudo complexo e deve ser realizado com cautela. Enfim, os números na Bíblia são para enriquecer a mensagem, embora alguns sejam de difícil interpretação.

Por que 42 jovens? Por causa das dificuldades de alguns leitores em entender essa numerologia, transferimos essa resposta para o post:
http://telahebraica.blogspot.com.br/2009/10/jefte-e-os-42-mil-mortos-de-efraim.html


O que acontece quando se questiona uma liderança levantada por D'us em Israel?
Todos os que contestaram severamente uma liderança espiritual em Israel, como no caso dos 42 jovens mortos pela ursa, foram punidos com morte. Caso de Miriã, que contestou a liderança de Moisés (Números 12.2). Não foi morta, porque este intercedeu por ela (Número 12.13); o povo reclamou também contra Moisés por não haver carne e alimentos do Egito no deserto (Números 11. 4 e 5, e condenados com praga em 11.33). A murmuração contra Moisés e Arão em Números 14.2 e a repreensão em morte e pestilência em Números 14.12 impedida pela intercessão de Moisés em Números 14.18-19, mas condenados em Números 14.23 a não conheceram a Terra Prometida.
A rebelião de Coré, Datã e Abirão engolidos pela terra em Números 16.32-33. A rebelião de Seba contra o rei David em II Samuel 20.1 que foi condenado à morte com a ajuda de uma mulher "e cortaram a cabeça de Seba", II Samuel 20.21-22. A maldição de Simei contra David em seus tempos difíceis, II Samuel 16.5-6 condenado à morte em I Reis 2.36-46 por desobediência ao rei Salomão. A liderança de Jefté foi questionada pelos homens de Efraim em Juizes 12.1 e condenados em 12.4-6 no famoso texto "Diga chibolete", e os que diziam "Sibolete" eram mortos.

Sobre as referências à ferocidade dos ursos na Bíblia:

1.Em II Samuel 17.8 - a valentia de David é comparada à de uma ursa no campo, roubada dos cachorros; em I Samuel 17.34-36 o jovem David matava os ursos e leões que atacavam o seu rebanho e usou desse argumento para se apresentar à Saul para matar Golias;

2.Provérbios 17.12 - é melhor o homem encontrar uma ursa roubada dos filhos do que um louco na sua insesatez;

3.Oséias 13.8 - D'us encontra os perversos como ursa roubada dos seus filhos.

4. Lamentações 3.10- A aflição de Jeremias é comparada à de um urso em emboscada;

5. Em Daniel 7.5 - O urso é um dos animais ferozes na visão de Daniel que recebe a ordem de devorar muita carne;

6. Em Amós 5.19 , o "Dia do Senhor" é comparado a um homem que foge do leão e se encontra com o urso.

Fonte:
The Holly Scriptures, The Society For Distributing Hebrew Scriptures, England.
Dicionário Português-Hebraico e Hebraico Português, A. & S.Hatzamri, Sêfer, 2007.
Dicionário Bíblico, Editora Didática Paulista.
Numerologia Judaica e seus Mistérios - David Zumerkorn, revisado por Rabino David Weitman, Ed. Maayanot,SP, 2005.




26 comentários:

  1. uma historia repulsiva como essa nao pode nunca ser ensinada como algo moral. pior que isso só mesmo a historia de ló, que prefere entregar suas filhas para serem molestadas e humilhadas do que entregar os hospedes homens e tementes a deus que ele abrigava em sua casa. essa eh a moral perversa de um povo iletrado de um pedaço de deserto no meio da palestina de 3000 anos atras. lucas.couto@terra.com.br

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Amigo, não foi Jo que ofereceu suas duas filhas para poupar os anjos de Deus, mas Lo. Deus premiou sua fidelidade, cegando os agressores, que perderam o rumo. Glória a Deus por isso. Maria

      Excluir
    2. Na verdade Ló estava querendo ganhar tempo,e não a intenção de entregar suas filhas.Lucas texto sem contexto se torna pretexto.

      Excluir
  2. Olá Anônimo. A Bíblia tem outras histórias repulsivas. Quer mais exemplos?
    Em uma viagem,um levita teve a sua concubina estuprada e morta por homens levianos. Ele pegou o cadáver, colocou sobre um jumento,levou para casa e o esquartejou em doze partes, espalhando-as por todo o território de Israel (Levíticos 19.29).
    Outra: As filhas de Ló embebedaram o próprio pai, para ter relações sexuais com ele(cada uma em noites diferentes,claro) para gerar filhos e não perder o direito de herança nas posses da família. (Gênesis 19.31-38). Que baita incesto financeiro!
    Uma escabrosa: Um israelita e uma midianita morreram com o ventre furado pela mesma lança, provavelmente num momento íntimo de lufa lufa.(Números 25.8) Ui!!!

    Agora imagine a hora da remoção desses corpos!Pense também na consternação geral provocada pelo sepultamento dos 42 jovens mortos por uma ursa furiosa!

    E eles fizeram algum mal contra a ursa? Não sabemos. Mas há um comparativo que o pecado deles foi tão grande quanto o de roubar ou matar um filhote de ursa, e que eles eram cientes de suas consequências.
    Eu explico: Se você roubar ou machucar um filhote de ursa, sabe que corre um grande risco de se machucar ou de morrer. É a lei de uma reação natural de fúria de um animal bravo, certo?
    Assim, os 42 jovens morreram porque já sabiam que estavam debochando da pessoa errada, pois Elias e Eliseu eram muito conhecidos e respeitados por sua espiritualidade e milagres.

    Eles resolveram arriscar porque muitas vezes fazemos coisas que sabemos que são erradas e não somos julgados na hora por isso.

    Assim, concluímos que a Bíblia não é um livro de histórias morais e sim, de princípios espirituais. Quem quiser seguir, leia e estude com afinco.
    Quem não quiser, não leia e não perca o seu tempo criticando quem a ama, pois na verdade, está atrás de confusão.
    Um abraço e viva Israel!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. amei sua resposta,Gláucia, valeu bjs

      Excluir
    2. Muito boa sua resposta. Sábia, madura e digna de respeito. Parabéns por ser este instrumento do Senhor. Tenho aprendido muito, não somente com as interpretações, que por si mesmas já valem muito, mas por seus esclarecimentos lúcidos. Parabéns. Tenho tentado aprender essa língua fantástica e você tem sido uma grande inspiração.

      Excluir
  3. No seu ponto de vista os princípios espirituais da bíblia são corretos? O amor de uma ceita religiosa que mata crianças, jovens, adultos ou idosos deve ser combatido ou apenas relevado por ser religião? O que está escrito em livros como a Bíblia não pode ser o estopim ou justificativa para o que é ruim? Vamos imaginar a história de Eliseu. Vamos imaginar que Eliseu fosse um pastor, um desses que está na mídia e que é reconhecido pela sua força espiritual (embora há controvérias), imagine que esse pastor fosse ofendido por esses jovens hoje ao passar em uma rua, e esse mesmo pastor por falta de um urso, invocasse o poder da pólvora e os matasse. Seria correto por se tratar de uma pessoa respeitada por sua espiritualidade? Os padres pedófilos esses direitos?

    ResponderExcluir
  4. Olá Daniel! Gostaria que você citasse especificamente qual seita religiosa mata hoje crianças, jovens, adultos ou idosos e sai impune. Se ela pertence aos dias atuais, sem dúvida deve ser considerada criminosa e condenada segundo a legislação vigente de seu país.

    Se estiver se referindo aos tempos de colonização das terras no Oriente há três mil anos, teremos que rever contexto histórico.
    Você conhece nos dias atuais algum pedacinho de terra em um desses continentes que não pertença a algum país? O Alasca, com uma densidade populacional de 0,42 hab/km²,
    tem dono: EUA. Até aquele desertão da península do Sinai pertence ao Egito, considerado também estado trasncontinental.
    Hoje podemos disser que das terras existentes no mundo, todas têm dono, e ninguém quer largar o osso, por mais inóspita que seja.

    Mas nos tempos antigos, existiam terras sem dono, que de acordo com o aumento populacional, eram disputadas por violentas guerras. As nações eram formadas pelo seu exército e potencial bélico. Alguns governos, por causa de sua organização militar, legislativa e tecnológica conseguiam ser mais fortes virando Grandes Impérios Mundiais: Assíria, Babilônia, Medo-Pérsa, Grécia e Roma. Estes subjugavam e cobravam impostos dos mais fracos.
    Assim, como todas as demais nações conhecidas, a nação israelita nasceu de guerras, infelizmente. Se Israel não combatesse um povo, mais adiante este se tornaria uma ameaça à sua constituição.
    Também tenho muitas dúvidas quanto à espiritualidade de muitos pastores na mídia, o poder de pólvora sempre pertenceu à fúria humana e abomino qualquer ato de pedofilia, seja de religioso ou de ateu.
    Acho que você já percebeu que a Bíblia não é formada de histórias e narrações corretas, porque ela explica como o homem funciona sem D’us: dominador, mentiroso, assassino, ganancioso, egoísta,revoltado e doido por uma briga!
    Um abraço.

    ResponderExcluir
  5. A referencia ciclica e constante na citação e inspiração do que consideramos a palavra e determinação de D'us contem muitos casos estranhos, de guerras, mortes, insanidades e muito mais, mas é correto afirmar que tudo foi passado de pai para filho por muitas gerações até que se transmitiu ao papel, não distante da realidade pode-se ter perdido muito do que realmente aconteceu, porem devemos crer que D'us em toda sua grandeza guardou a excencia que é realmente o que interessa em todo contexto da rebeldia e revolta do homem contra D'us e a ação poderosa Dele para nos reconciliar através de um sacrificio inimaginável para muitos, a oferta de seu Filho Unigênito, ou seja, primeiro e único para então através da nova aliança, assinar com sangue os papéis de adoção de todos os que aceitaram a excencia da verdade, que D'us humilhou o derrotado através do sacrificio e apesar da nossa rebeldia nos deu uma nova chance, para tanto ouso afirmar categoricamente que quanto mais distante estamos da criação inicial, menos sabios nos tornamos, e mais afastados do sentido real da Fé como D'us a determinou, considerando que mesmo nas traduções hoje pensadas e repensadas, na septuaginta, vulgata ou até outras, podemos notar uma situação muito incomum e que realmente se atentarmos e pararmos para entender a largueza disto então teremos a verdadeira noção do que se diz em Jeremias 33:3 "...coisas firmes e grandes, que não sabes." não considerando o final da tradução mas sim a excência de termos o conhecimento na mão sem perceber como nos caso de Jó que a 3.5 mil anos atras aproximadamente ja sabia o que a ciencia e a tecnologia levaram muitos anos até descobrir como segue abaixo:

    Jó 38-19 Onde está o caminho onde mora a luz? E, quanto às trevas, onde está o seu lugar;

    Sabemos que a luz caminha hoje, por que equipamentos de custos trilhonários conseguem medir a velocidade dos fotons de luz e para que se possa medir a velocidade eles tem que estar em movimento, ou seguindo um caminho para isso não é necessário muita discussão basta entender a excencia Jó tinha o conhecimento muito antes de alguem imaginar isso, considerando que as trevas não se movimentam então elas tem seu lugar definido e que onde passa a luz então não ha trevas.

    ou neste caso:

    Jó 26-7 O norte estende sobre o vazio; e suspende a terra sobre o nada.

    neste caso determinando que a terra estava suspensa no vazio do espaço, informação esta que foi confirmada em que época???

    neste caso entendo a distância de nós loucos para D'us que buscamos explicações, mas não abrimos os nossos corações, por que o conhecimento de D'us é muito mais que o nosso e esta a nossa frente a menos de um palmo de nosso nariz, basta pedir, clamar, gritar ou simplesmente na excencia se fazer ouvir por este D'us tão grande e que nos ama por um motivo obvio não somos nada e precisamos Dele...

    sei que muitos pode entender essa interpretação loucura minha mas a excencia é muito mais que o sentido literal, e excencia só se pode ter quando nos colocamos diante de D'us como Ele quer, ou seja, como loucos, não como tolos, nem como nescios...

    ResponderExcluir
  6. É isso aí Juliano. Grata pela participação.

    ResponderExcluir
  7. Que absurdo! Mais repulsiva que esta história revelando o caráter psicopata de Deus são as tentativas de justificação do injustificável, ainda por cima apelando para especulações fantasiosas, em nada apoiadas pelo texto, transformadas prontamente em fatos pela imaginação dos "teólogos". Assim pressupõe-se que não eram crianças, mas homens jovens embora o autor pudesse ter dito isto claramente, ao invés de usar uma palavra para designar "crianças", mesmo isto sabendo que causaria ainda mais repulsa e estranheza pela atitude de Deus ( atentendo a pedido do piedoso e sábio profeta ). Pois não estava o autor inspirado por Deus? Deus não é sábio e inteligente o bastante para prever que passagens moralmente contraditórias como estas só inspiram a descrença, e não a fé? Deus não foi minimamente inteligente para inspirar o autor a usar o TERMO CORRETO ( segundo a fantasiosa interpretação da Gláucia ) "homens jovens". Convenhamos, chamar de crianças a homens jovens não é nada comum. Ainda mais sem nenhuma explicação para o fato. Porém não teria sido menos criminoso e doentio se homens ou mulheres tivessem sido estraçalhados por tão fútil motivo. E continua forçando a barra quando, novamente determina que as crianças, meninos ou rapazes sabiam quem era Eliseu, em um tempo em que não havia jornal nem tv, e que alguém em uma aldeia não sabia o que acontecia na aldeia do lado. Muito menos se conheciam as pessoas por suas fisionomias, já que não se publicavam fotos ou vídeos. E claro, mais uma vez o texto não dá nenhuma indicação clara para esta conclusão, na verdade parecendo muito mais óbvio concluir que em uma terra onde o povo vivia pela religião e superstição poucos se atreveriam a zombar de um grande profeta. Vocês conseguem imaginar crianças correndo atrás do Padre Cícero em Juazeiro e o xingando e jogando pedras, só por diversão? Um profeta em Israel era muito mais que Padinho Ciço em Juazeiro do Norte. Assim praticamente reescrevem a bíblia de acordo com suas próprias conveniências de momento, assim procuram justificar no que chamam de exegese qualquer contradição. Como se nós não soubéssemos que exegese é uma ciência tão exata que cada religião judaico cristã tem a sua própria, contraditória com todas as demais. A exegese que já foi perspicasmente definida como " a arte de encontrar na bíblia qualquer coisa que se queira ". A exegese pode até incluir, em casos de desespero, superstições como a astrologia e a numerologia, onde qualquer número pode ser arbitrariamente somado com outro, divido pelo número do versículo, tirado a raiz quadrada, elevada ao cubo, até chegar a qualquer outro número que possa ser associado com qualquer número que se queira em qualquer passagem de um extenso livro como a bíblia. Com muito menos esforço e apelação a "exegese" das centúrias de Nostradamus o transformaram em um grande profeta prevendo até acontecimentos na Finlândia, que seriam irrelevantes para um homem vivendo no seu tempo. Assim 42 jovens explica e justifica tudo!
    Porque se fossem 41 ou 43, aí não... Ou alguém duvida que se poderia manipular estes números também com um mínimo de imaginação mas um máximo de cara de pau? Mas só uma coisa escapou a impressionante capacidade explicativa da D. Gláucia... 42 é um número fictício, simbólico, não tendo nenhuma relação com o verdadeiro número de jovens vítimas, ou, como se afirma, a bíblia inerrante não mente? Se 42 é um número fictício inventado pelo autor a bíblia deixa de ser um texto confiável, e somos obrigados a confiar mais nas capacidades interpretativas dos talentos astrológicos, numerológicos e na quiromancia de seus muitos e contraditórios intérpretes. Mas se confiamos na interpretação da Gláucia e também na bíblia as implicações lógicas disto são ainda mais inquietantes.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Todos os estudos no Tela Hebraica apresentam referências bibliográficas no fim, inclusive esse.
      Viva a liberdade de expressão!

      Excluir
  8. Ora, não por acaso estavam lá 42 jovens para zombar e cometer "tão grave" pecado contra Eliseu, mas teriam sido escolhidos exatamente 42 porque... você sabe... 4 é isso... 2 é aquilo... E 4 + 2 elevado ao logaritmo de Pi na base neperiana deixa tudo claro como água cristalina... Bom, então não foi por acaso, e nem mesmo por vontade dos jovens que estavam ali, irresponsavelmente ,fazendo piadinhas e até desejando a morte ( "sobe calvo" aprendemos aqui que queria dizer "morra maldito" ) de um homem amado de Israel. Não, isto foi DETERMINADO POR DEUS. Porque 42 seria o número perfeito para que a mensagem correta fosse espalhada aos "4 ventos". Ah, isso agora explica tudo... Só mesmo sob o comando irresistível do Senhor do universo 42 meninos de Juazeiro cometeriam o desassombro de jogar estrume no Padre Cícero. Embora com o inconveniente de que, interpretando assim, Deus agiu não apenas como um psicopata mas ainda cometeu um crime premeditado, e para piorar puniu com a morte aqueles que agiam apenas sob o comando da Sua vontade, em uma chocante injustiça.

    A experiência mostra que as coisas quando começam mal a emenda pode ficar pior que o soneto, e titica quanto mais mexe mais fede. Malabarismos gratuitos de retórica apoiados pela ciência exata da aritmética numerológica utilizados para justificar absurdos tendem a produzir dez novos absurdos.

    Quando a única coisa honesta a favor dessa infeliz passagem da bíblia que se poderia dizer é que ELA É TOTALMENTE FALSA. Afinal é bem além do óbvio que somente duas ursas não conseguem estraçalhar 42 crianças. ( Mais difícil se forem homens jovens ) A não ser que eles tenham formado uma fila indiana e cada um, pacientemente, tenha esperado a sua vez de ser comido pela ursa.

    Mas estou certo que, desta vez, se subtraírmos 2 de 4 ao invés de somar, também vamos encontrar mais uma explicação convincente para isto.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olá Hugo,
      Você já tentou transformar um flamenguista doente em vascaíno?
      Ou um são paulino em corinthiano?

      Assim como nós dois temos pensamentos e vivências muito distantes com relação ao D'us Único, creio também que não terei argumentos para satisfazê-lo.

      Ah, leio todas as críticas, porque também sou passível de erros!

      Um grande abraço,
      Gláucia Vilela.

      Excluir
  9. Muito interessante. Ótima colocação neste post!

    www.curiosobiblico.blogspot.com

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Grata pela visita e participação Anderson!

      Excluir
  10. Sr Jaasiel Jairo, o Tela Hebraica tem uma proposta bem definida:estudo e exegese do texto bíblico em hebraico com uma releitura de um ponto de vista mais contextual.

    Todas as religiões, não-religiões e ideologias são bem vindas!

    Comentários e perguntas de leitores são peneirados e os que permanecem nessa proposta são discutidos e respondidos com carinho, mesmo que às vezes demore um pouco.
    Um abraço, e seja sempre bem vindo!

    Equipe Tela Hebraica

    ResponderExcluir
  11. Sra. Glaucia, A Bília é uma só para todas as raças e credos. Ela tem uma única mensagem seja para o religioso, seja para o areligioso, seja para qualquer ideologia, SEJA para sábios, seja para ignorantes.É o absoluto de Jeová, mesmo que isso pareça agressivo, impositivo, embora sendo uma prova de mais puro amor.

    A mensagem da torá tem um fundamento, em todos os seus livros, sua exegese, sua interpretação, seu contexto, sua índole semântica, sua inclinação histórica, sua semiótica, sua leitura ontológica, sua antropologia, sua metalinguistíca, etc, seja de qual ângulo se observe, coincide para um ponto, para um centro, para um vértice, A CRUZ DE CRISTO.
    ESTA mensagem transcende a toda ideologia religiosa, a toda credo, a toda letra, a todo dizer,
    É como disse ISAÍAS, é impossível de ser crida, e entendida, a menos que seu AUTOR a faça manifesta não como idéia ou ideologia, mas COMO BRAÇO do SENHOR,
    de tal forma assim é que foi a mais regeitada entre os homens, foi a mais execrável de todas as mensagens,
    o homem por si só entregue a suas elocubrações não poderá jamais chegar a ela.

    ESTA mensagem disse de si: NINGUÉM VEM A MIM SE O PAI NÃO O TROUXER.

    ResponderExcluir
  12. Diogo

    Você me pergunta:

    “como eu sei que a maioria dos relatos bíblicos são Mitos”.

    RESPONDO: a COERÊNCIA é uma ferramenta de validação da Filosofia, assim como a matemática é uma ferramenta de comprovação da Ciência. Assim, usando a coerência te afirmo que o episódio Bíblico das ursas e os 42 meninos não pode ser verdade pela falta de coerência em dois pontos fundamentais para a veridicidade do fato:

    PRIMEIRO: não é coerente que duas ursas consigam estraçalhar 42 moleques. Se fossem 3 ou 4, 5, ainda vá lá, seria coerente.

    SEGUNDO: se admitimos o poder de Deus na imobilização dos meninos para que as ursas fizessem o serviço, não seria coerente com natureza Divina, que pensamos ser de AMOR, de PERDÃO, de BONDADE, de JUSTIÇA etc.

    Não é coerente pensar que o Deus criador do universo agiria com tamanho rigor, já que a pena,nesse caso (de morte), seria muito maior que o “crime”. Se é que se pode chamar uma brincadeira de moleques de crime.

    Veja que, mesmo numa análise superficial e rápida, a ausência de coerências para que o fato é enorme. Logo concluímos, sem medo de errar, que este relato bíblico, como centenas de outros, igualmente incoerentes, não passam de mitos bizarros.

    Diogo, desculpe a Franqueza, mas, por essa e por outras, que Bíblia não é digna de crédito, concordo com o Cristiano, e com os demais ateus desse Blog, sobre a Biblia.

    Abraços.

    Antonio Ferreira Rosa

    ResponderExcluir
  13. olá gláucia, me interesso muito pelo hebraico, pois utilizo os originais para pregar, existe no mercado alguma tradução que vc possa indicar como a que mais se aproxima dos originais? se sim me indique eu desde já te agradeço...

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Não existe tradução perfeita. Todas são passíveis de erros. Se você usa as versões baseadas nas traduções de João Ferreira de Almeida, continue usando-as.O hebraico bíblico é cheio de simbologias e um texto pode ensinar muito além do que um tradutor por dizer.A minha sugestão é que você tenha em mãos para os seus estudos, as diferentes traduções, inclusive as judaicas, como as vindas da editora Sefer e Maayanot.

      Excluir
  14. Senhor JESUUUUUS quanto comentário ! ALELUIAS ! Réplica-Tréplica.... passando por aquiiiii ! Hosana ! Meu conhecimento só aumenta, e me safifaz.... tenho aprendido muito ALELUIAS
    .
    Professora Glaucia Vilela por favor , me ajude:
    .
    Jó 40 15 'contemplas o Beemote '
    .
    Que animal é esse ? O que significa a tradução desta palavra Beemote ?
    .
    Não pode ser Hipopótamo ou Elefante, pois estes tem rabo curto e frágil, enquanto que o Beemote
    possui cauda como CEDRO
    .
    Não pode ser Corcodilo ou Jacaré pois este são carníveros, enquanto o Beemote come capim
    .
    Muito agradecido pela atenção
    .
    Pr Afonso Martins
    SJRio Preto-SP

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Por favor, leia a resposta no post "Umbigo ou órgão sexual?".
      Talvez esclareça.
      Um abraço.

      Excluir
  15. Paz para todos que estão puplicando seus pençamentos sobre tudo que aconteceu na biblia no antigo testamento e no novo tambêm , agora vos pergunto que nos da direito a questiona oque DEUS faz ? somo nós maior que o criador , não eu capaz de dar resposta as perguntas duvidas levantadas nesse site , porem leio tudo que cada participante relata aqui e guardo pra mim oque me edifica e cresce meu conhecimento , e vo ficar sempre lendo tudo que cada um postar , por esta chegando agora não quero me espor muio mais logo vo por minhas perguntas e respostas tambem ...

    ResponderExcluir