Seja Bem Vindo!

Este site é exclusivamente direcionado ao estudo da língua hebraica e de textos originais do Tanak. Os vídeos e imagens publicados são escolhidos para complementação didática e cultural e não expressam opinião religiosa dos editores. Todos podem participar, desde que com comentários não ofensivos.

Agora estamos com a versão Ler e Ouvir de Salmos em Hebraico no celular. Boa leitura!

Postagem em Destaque

Jacó: o Grande Empreendedor

Ayin/Shin/Resh A riqueza de Jacó foi planejada pelo próprio. Obviamente, ele teve duas qualidades imprescindíveis para prosperar: generosi...

terça-feira, 13 de outubro de 2009

Sucot e os quatro tipos de pessoas







Os dias de Sucot (do hebraico סוכות ou סֻכּוֹת sukkōt, Cabanas) ou Festa dos Tabernáculos essencialmente celebram a proteção de D'us sobre o Seu povo durante os 40 anos no deserto, época em que viviam em tendas ou "sucá" no singular hebraico. É a primeira das três grandes festas judaicas (Sucot, Pessach e Shavuot) . Essa festa também envolve orações de agradecimento pelo resultado da colheita dos frutos realizada nos meios agrícolas.

A origem e o significado de Sucot encontram-se em Levítico 23:33.


"E tomareis para vós, no primeiro dia, o fruto da arvore formosa (Etrog), palmas de palmeiras, ramos de murta e de salgueiro de ribeiras, e vos alegrareis diante do Eterno, vosso D'us, por sete dias. E a celebrareis como festa ao Eterno por sete dias a cada ano; isto é estatuto perpétuo pelas vossas gerações; no sétimo mês a celebrareis. Nas cabanas habitareis por sete dias; todo natural de Israel habitará nas cabanas. Para que as vossas gerações saibam que nas cabanas fiz habitar os filhos de Israel, quando os tirei da terra do Egito, Eu sou o Eterno vosso D'us".


Seguindo a ordem bíblica, são amarrados em feixes durante a festa os seguintes ramos vegetais:

1. Etrog, chamado de "árvore formosa", possui aroma e sabor; simbolizam as pessoas perfeitas e de bom coração, que exalam o seu cheiro e temperam o mundo com a sua presença;

2.Folhas de palmeiras, ("lulav"), são árvores que não possuem cheiro, produzem frutos, mas sem sabor; representam pessoas dotadas de inteligência, mas que não põem em prática o seu conhecimento e nem se preocupam em ensiná-lo também; possuem um conhecimento egoísta;

3. Ramos de murta ("hadass"), folhas com um cheiro muito agradável, mas que não têm frutos, por isso não têm sabor; representam as pessoas de pouco conhecimento, que apesar de sua pouca cultura, são humildes, boas e prestativas;

4.Ramos de salgueiro ("avará"), salgueiro sem fruto, sem perfume, mas resistente; representa as pessoas teimosas, sem inteligência e que não se esforçam para melhorar.

A Festa das Cabanas, ou Sucot, nos ensina o que devemos fazer com o conhecimento que D'us nos dá. Ele deve ser visto como um fruto doce e agradável que deve ser servido sempre por nós ao próximo.


2 comentários:

  1. MUITO INTERESSANTE. GOSTEI DA COMPARAÇAO. ESTOU ADD MEUS FAVORITOS SEU BLOG. DEUS ABENÇOE pr. Jose Maria

    ResponderExcluir
  2. Pr. Jose Maria,
    Seja bem vindo sempre!
    Grata.
    Prof.Gláucia Vilela.

    ResponderExcluir