Seja Bem Vindo!

Este site é exclusivamente direcionado ao estudo da língua hebraica e de textos originais do Tanak. Os vídeos e imagens publicados são escolhidos para complementação didática e cultural e não expressam opinião religiosa dos editores. Todos podem participar, desde que com comentários não ofensivos.

Agora estamos com a versão Ler e Ouvir de Salmos em Hebraico no celular. Boa leitura!

Postagem em Destaque

Por que os judeus não comem carne de porco? Uma reflexão espiritual.

Alguns sábios judeus tinham a habilidade de responder uma pergunta com outra pergunta para induzir à reflexão. Assim antes de responder à pe...

quinta-feira, 7 de julho de 2016

Saul e a Médium de En Dor. Uma Visão Artística Européia do Século 15 a 1902.


          17 Obras Artísticas sobre a Médium de En Dor


O texto clássico e polêmico de I Samuel 28 sempre levantou questionamentos sobre a aparição do profeta ao rei Saul. Mas num novo olhar dos fatos, é interessante e curioso levantar as interpretações artísticas da médium contratada. A princípio, a imagem dela, quase que nos assusta. Ela grita em voz alta, repreende o rei, e no final desaba em solidariedade assustada com a trágica reação dele.

  

  A Bruxa de Endor , óleo sobre tela, de Dmitri Nikiforovich Martynov,  de 1857




Quem era ela?

As mulheres solitárias do Mundo Antigo tinham poucas opções para se sustentarem. Não estamos afirmando que a médium era uma pessoa com poucos ou nenhum vínculo familiar, mas tudo nos leva a crer que sim. A prática de mediunidade era altamente perseguida em Israel, muito embora, Saul, não tenha matado, mas "desterrado" os médiuns e adivinhadores, conforme o texto hebraico. Ele desobedeceu a Lei. Como acréscimo, percebe-se que Saul teve muitas dificuldades de eliminar certas pessoas. O rei de Amaleque e o melhor do seu gado também foram poupados, talvez para uma futura manipulação política.

Voltando à mulher rejeitada pela sociedade por causa da sua profissão, ou tentando se sustentar por não ter maridos ou filhos que protegessem o seu patrimônio, ou exercendo o seu dom, estudamos que as mulheres no Mundo Antigo não tinham propriedades, nem conseguiam acumular bens. As opções de sobrevivência para mulheres sozinhas, sem filhos e não redimidas eram basicamente três: receber ajuda do governo, de pessoas solidárias e prostituir-se, e isso incluía prostituições em templos sagrados. (ver o caso de Tamar, Gênesis 38).  Nos tempos de  Josué ( Js 17.11), En Dor era uma vila que ficava em terras da herança de Issacar (ver mapa abaixo). Estes não conseguiram expulsar "os habitantes daquelas cidades, porquanto os cananeus persistiam em habitar nessa terra." Apesar disso, os filhos de Israel tornaram-se fortes e sujeitaram os cananeus remanescentes a trabalhos forçados
 ( Josué 17.13), fato que ainda persistiu nos tempos de juízes (Juízes 1.27 e 28) e não "os expulsou de todo". Debaixo de leis de extermínio de Levíticos, essas feiticeiras procuravam o isolamento e a prática de suas atividades de forma muito desconfiada, impondo medo como forma de proteção.


Com relação à descrição da mulher de En Dor, sabemos que era muito inteligente, "perita em mediunidade" (v.7), famosa na sua boa comunicação com os mortos! Não vemos presença masculina, nem de familiar em sua casa. Ela tinha um bezerro gordo, que sacrificou, cozinhou, e serviu a Saul e aos dois servos....tudo sozinha.

Onde ficava En Dor?
Era uma vila 6 quilômetros ao Sudeste de Nazaré, na tribo de Issacar, Josué 17.11.


O reinado de Saul está em declínio, e ele está ameaçado pelo exército filisteu. D'us parece ter o abandonado tomado o lado de David.O profeta Samuel, acabara de morrer. Antes de uma grande batalha com os filisteus, Saul, que vive experimentando os sintomas de depressão clínica fica isolado, ansioso e não tem ninguém para pedir conselhos. Então ele tenta todas as maneiras que ele conhece para entrar em contato com D'us: sonhos (era de costume dormir próximo de túmulos para obter alguma informação do Além, através de qualquer sonho que se tivesse durante o sono), objetos sagrados, e profetas. Nenhuma resposta. Desesperado, ele pede aos seus servos informações de uma mulher que pudesse se comunicar com mortos. Eles respondem que conhecem uma "mulher perita em fantasmas" em En Dor. O pedido pela "mulher de adivinhações" é uma pista da realidade social feminina do Mundo Antigo. Essas atividades eram praticadas geralmente por mulheres, dentre as poucas opções de sustento e defesa.
Então Saul se veste com roupas mais simples, e no meio da noite vai com dois servos à feiticeira pedindo-lhe para levantar um espírito. A bruxa desconfiada, o acusa de tentar enganá-la em um crime capital, uma vez que todos sabiam que o rei tinha proibido todos os tipos de magia. Saul jura que  nada vai acontecer com ela, pelo Nome do Senhor, e pede-lhe para levantar o fantasma de Samuel. Ela concorda, mas revela pelo pedido e pela altura excepcional de Saul ( I Samuel 10. 23), que era o próprio. O fantasma de Samuel aparece, e ela grita. Após muitos pedidos de desculpas (vide depois texto hebraico), Saul queixa-se brevemente que ele não tinha ninguém com quem falar. O "fantasma" de Samuel fala e reclama que D'us está com raiva dele por não ter matado o rei dos amalequitas. Diz também que vai dividir o reino e dá-lo para a pessoa que ele tinha mais inveja, que ele iria morrer na batalha contra os filisteus, que seus filhos morreriam também, que o exército de Israel cairia nas mãos dos inimigos...... e com tanta notícia ruim, mal sabemos se realmente a aparição tinha acabado de falar, pois  Saul cai repentinamente no chão ("da própria altura"), derrotado com  a confirmação da própria consciência  e porque estava em jejum. A mulher, recheada pela culpa (o que aconteceria com ela se o rei de Israel morresse na sua casa?), amassa rapidamente um pão sem fermento, mata o melhor bezerro gordo da casa, tempera, cozinha e serve a Saul e aos seus servos. Eles comem e saem.
Alguns teólogos judeus afirmam friamente que é o próprio Samuel, oras, se há a proibição de não se consultar os mortos, é porque há possibilidades de comunicação! Em contrapartida, alguns teólogos cristãos afirmam que a aparição é um demônio, aproveitando-se da situação para enganar Saul.
Então  surgiram algumas explicações de como a médium de EnDor poderia ter "levantado" o fantasma de Samuel, baseado na recusa dos cristãos de que as bruxas  não tinham poder sobre santos profetas:
Alguns afirmam que o fantasma de Samuel apareceu, e ela gritou quando viu o vulto, porque ela mesma não esperava que ia ver a própria convocação.

Outros acham que ela usou na consulta parte de uma farsa teatral, disfarçando sua voz, fazendo soar como a de Samuel (prática comum de ventriloquismo em invocações de mortos, Isaías 29.4, "subirá da terra a tua voa como a de um fantasma"). Era fácil saber o que dizer, já que tudo que Samuel disse, foi bastante provável.
O que nenhuma dessas teses se preocupa, é que não há absolutamente nada sobre  a aparência da bruxa de En Dor. Tudo o que sabemos é sobre como as outras pessoas percebem quem ela é, que tem uma reputação boa no meio fantasma, e que os servos do palácio a conheciam. A princípio, não há confirmação pela tradição bíblica de que seja uma bruxa horrenda ou uma sedutora.
Ao fazer uma pesquisa de obras sobre a cena da consulta de Saul à médium de En Dor, me deparei com várias obras religiosas europeias, dentre muitas telas a tinta óleo, de forma que fiquei maravilhada com as expressões artísticas e dramáticas da cena. A maioria, com a médium exaltada, de braços levantados, Saul caído no chão e os dois servos amparando o rei. Enquanto a minha "coleção" de obras caçadas na internet aumentava, descobri que outras pessoas já tiveram a  mesma curiosidade e montaram as suas próprias coleções. Vamos às obras:

1. A Bruxa de En Dor por Adam Elsheimer,18 March 1578 – 11 December 1610 
2. Master of Otto von Moerdrecht, do século 15


3. The Witch of Endor: from the frontispiece to Saducismus Triumphatus by  Joseph Glanvill (1636 - 04 de novembro de 1680
4. Rosa, Salvatore, 1615-1673.
linha gravura; imagem 42,6 x 31,69 cm

5. A bruxa de Endor , Mathias Stom, 1635
A bruxa de Endor, Mathias Stom, 1635

6. A bruxa de Endor , Salvator Rosa, 1668

A bruxa de Endor, Salvator Rosa, 1668

7 . A bruxa de Endor , Gabriel Ehinger, 1675
A bruxa de Endor, Gabriel Ehinger, 1675

8.  A bruxa de Endor , Caspar Luiker, 1712
A bruxa de Endor, Caspar Luiker, 1712

9.  A bruxa de Endor , Januarius Zick, 1753

A bruxa de Endor, Januarius Zick, 1753

10. Saul and the Witch of Endor  de  Benjamin West, nasceu  em 1738 - morreu em 1820, Óleo sobre tela de 1777 - Altura: 16.25  Largura: 23,25 2.


11. A bruxa de Endor , William Blake, 1783

A bruxa de Endor, William Blake, 1783

12. William Blake, 1783 ( https://en.wikipedia.org/wiki/William_Blake) 
Samuel aparecendo a Saul na Presença de bruxa de Endor. Pena e lavagem no papel, 302 x 402 mm




13. A bruxa de Endor , Washington Allston, 1820
A bruxa de Endor, Washington Allston, 1820


14. A bruxa de Endor , William Sidney Mount,  de 1828

A bruxa de Endor, William Sidney Mount de 1828



15. "Shaul na Bruxa de Endor", 1856, segundo esta interpretação, a sombra do profeta Samuel prediz a morte de Saul na próxima campanha.
Óleo sobre tela. 288x341 cm

 Artista: Nikolai Ge


































16. A Bruxa de Endor ,  de Dmitri Nikiforovich Martynov,  de 1857




Finalmente, a mais moderninha e sensual:



17. A bruxa de Endor , Kunz MeyerWaldeck de 1902

A bruxa de Endor, Kunz MeyerWaldeck de 1902

Como cultura adicional, para quem era fã de "A Feiticeira", a mãe da personagem principal, Samantha, se chamava "Endora", interpretada pela atriz norte americana Agnes Robertson Moorehead (1900-1974).

   



1.A Torá Viva - O Pentateuco e as Haftarot - Anotado por Rabino Aryeh Kaplan- Editora Maayanot;
2.Dicionário Português Hebraico e Hebraico Português - Abraham Hatzamri e Shoshana More-Hatzamri - ed. Sêfer

3.Dicionário Hebraico-Português&Aramaico-Português, Sinodal Vozes, 4ª edição, 1994.
4. http://www.judaismo-iberico.org/interlinear/tanakh/08A28PT.HTM
5.https://en.wikipedia.org/wiki/Witch_of_Endor#/media/File:Endor.jpg 


7 comentários:

  1. Como sempre, excelente artigo. Mas qdo cita 'teólogos judeus' acreditam ser o espírito de Samuel que subiu, deve se entender aqueles judeus que não são ortodoxos, pois estes NÃO creem assim

    ResponderExcluir
  2. O Rei Saul ''ENTENDEU'' que era o espírito do Profeta Samuel que apareceu no centro Espírita da Pitonisa. Um sujeito desesperado, abandonado por Deus, sempre vai ver o que quer ver.

    ResponderExcluir
  3. A teologia do medo faz os cristãos delirarem com demônios. O que é proibido é proibido, o que é permitido nem sem convém, está claro que era o Profeta Samuel, assim está escrito, não cabe interpretação.

    ResponderExcluir
  4. Ps. Quem já viu demônio profetizar? e acontecer tudo que foi profetizado.

    ResponderExcluir
  5. Shalom, sim ha possibilidades de se conversar com mortos, ja que o tanak, fala sobre a morte como um sono,(enfraquecimento)ou diminuicao, de outra forma a TORAH, nao proibiria com tanta enfase.....exlente texto!!!

    ResponderExcluir
  6. Shalom, es una realidad, que el profeta Samuel Apareció, empero es triste ver a personas que duden de esto, la Enegia jamas se destruye se transforma, esto quiere decir, que todo regresa a su estado Natural de la creación, la cual es Energía viva, solo aquellos que se preparan en las artes, de manejar las energias conocen sus secretos, pero respetando la opinión de los demás, existen aun cosas que llaman, a la gente que es un mal, empero, reitero muchas obras se hicieron por este medio, lo cual para muchos los toman como actos de inframundo, siendo que un Profeta, de D-os, se Manifestó, y dio términos reales a quien lo consulto y así murió de acuerdo como lo indico el Profeta, pero quien quiera creer que lo crea y quien no pues así sea, se Bendito Adonai, mi Elohim, que el se manifiesta de la forma que el lo desee, y permite que asi sus Ungidos se Manifiesten con su permiso y poder, Gracias

    ResponderExcluir
  7. Ps. Es una realidad que, si haya transmisores, de la energía Divina, un de lo que llamamos espirita, es la toma de un encarnado para que este manifieste lo que el desencarnado quiere decir, pero estamos en poseso de ver esta llamada ahorita acto sobrenatural, en un tiempo sera una ciencia, de comunicacion, gracias

    ResponderExcluir